Amstel Gold Race: Van Aert levanta voo

Numa edição da Amstel Gold Race corrida em circuito, devido aos condicionamentos provocados pela pandemia, não faltou ação nem emoção. No final foi o belga Wout Van Aert (Team Jumbo-Visma) a bater Thomas Pidcock (Team INEOS) num dos photo-finish mais apertados dos últimos anos. Um dia em cheio para a Jumbo-Visma, que já tinha vencido a mesma clássica na vertente feminina esta manhã, por intermédio de Marianne Vos.

Depois de um dia cheio de ataques e contra-ataques, as mexidas dos favoritos ficaram guardadas para as últimas passagens no Cauberg e no Geulhemmerberg, onde Primoz Roglic (Team Jumbo-Visma) teve uma avaria, a Ineos encheu a estrada e Julian Alaphilippe (Deceuninck – Quick Step) não encontrou as suas pernas. Acabou por se formar um grupo com Wout Van Aert, Thomas Pidcock e Maximilian Schachmann (BORA-hansgrohe). O trio obteve vantagem suficiente para discutir a vitória entre si e no sprint final, Van Aert foi buscar os milímetros para bater o jovem britânico ao… erguer a sua roda da frente. Que manobra do ciclista belga!

Rui Costa foi um dos mais ativos do pelotão e chegou a escapar, mas as suas tentativas foram infrutíferas e o português terminou em 54º. Ivo Oliveira não completou a prova.

João Azevedo

João Azevedo

Licenciado em Geologia pela FCUL, tem empregue muito do seu tempo livre ao serviço da Portuguese Cycling Magazine, sendo um dos seus membros activos desde o seu nascimento, em 2014. Já esteve em representação da PCM em corridas como a Volta ao Algarve e a Volta a Portugal em bicicleta. Apaixonado por música e ciclismo, não esconde o gosto por Daniel Martin e pela Deceuninck-Quick Step. Não sai do sofá quando se corre o Inferno do Norte. O João não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.