Circuito CAR Anadia: Francisco Marques triunfa!

Correu-se esta tarde o Circuito CAR Anadia, a primeira prova em solo nacional da temporada de 2021, com vitória de Francisco Marques (Sicasal/Miticar/Torres Vedras). Ivo Pinheiro (Almodôvar/Delta Cafés/Crédito Agrícola) foi o segundo classificado e Rúben Silva (Fortunna/Maia) completou o pódio da corrida que marcou o desconfinamento velocipédico em Portugal. Com esta vitória Francisco Marques torna-se o primeiro líder da Taça de Portugal Jogos Santa Casa.

https://www.fpciclismo.pt/ficheiros/2021/partida-1.jpg
A partida deu-se junto ao Centro de Alto Rendimento (CAR), em Anadia.
Foto: Federação Portuguesa de Ciclismo

Numa corrida que contou apenas com as equipas de clube do pelotão nacional, a discussão foi entre seis dos nove atletas que resistiram na frente depois de um ataque lançado a 40 quilómetros do final, quando faltavam duas voltas ao circuito. No sexteto encontravam-se os sub-23 de primeiro ano Pedro Crispim (Bicicletas Rodríguez Extremadura), João Silva (Escribano Sports Team) e Rúben Silva, que tinham a companhia do duo da Almodôvar/Delta Cafés/Crédito Agrícola, Ivo Pinheiro e Quévin Sequeira, e ainda de Francisco Marques.

A classificação da montanha foi conquistada por Francisco Guerreiro (Sicasal/Miticar/Torres Vedras), o irmão mais novo de Rúben Guerreiro, enquanto que a juventude sorriu a Rúben Silva, o terceiro classificado do dia. Por equipas o triunfo coube à Sicasal/Miticar/Torres Vedras.

Recorde-se que amanhã corre-se a já habitual Prova de Abertura – Região de Aveiro, prova exclusiva para as equipas profissionais e que conta com a presença dos ‘estrangeiros’ Ivo Oliveira e Rui Oliveira (UAE Team Emirates) e Diogo Barbosa e Pedro Andrade (Hagens Berman Axeon), para além das formações continentais lusas.

Foto de Capa: Federação Portuguesa de Ciclismo

João Azevedo

João Azevedo

Licenciado em Geologia pela FCUL, tem empregue muito do seu tempo livre ao serviço da Portuguese Cycling Magazine, sendo um dos seus membros activos desde o seu nascimento, em 2014. Já esteve em representação da PCM em corridas como a Volta ao Algarve e a Volta a Portugal em bicicleta. Apaixonado por música e ciclismo, não esconde o gosto por Daniel Martin e pela Deceuninck-Quick Step. Não sai do sofá quando se corre o Inferno do Norte. O João não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.